Valores financeiros marcam Real Madrid x Juventus

Juventus Real Madrid UCL Valores

Real Madrid e Juventus decidem o título da UEFA Champions League. Aqui estão os valores e números que interessam.

Real Madrid e Juventus foram os melhores times da UEFA Champions League 2016/17. O Ataque faz agora uma análise dos valores financeiros e econômicos com números interessantes que cercam as duas equipes.

Conseguimos pontuar alguns pontos cruciais. Somando-se as receitas de Real Madrid e Juventus, os dois clubes chegariam a 1 bilhão de euros em arrecadação! Porém, números são mais expressivos pro time espanhol.

Receitas monstruosas, mas há disparidade

De acordo com o relatório Deloitte de 2016, O Real Madrid que vinha sendo líder há 11 anos em receitas pelos clubes europeus, deixou o posto para o United – e caiu até mesmo para a terceira posição, sendo ultrapassado pelo Barcelona. Mas o cenário não é ruim. O Real conseguiu 620 milhões de Euros de receitas no último ano corrente.

A disparidade fica por conta do recebimento da Juventus. Embora seja o clube italiano mais rico e com maior arrecadação evidente. A Vecchia Signora arrecadou pouco mais de 340 milhões de euros. É quase a metade dos espanhóis. Veja o quadro com as 10 principais receitas mundiais.

As receitas do Real Madrid tem origem em: 129 mi de euros em bilheteria e ações de jogos (corresponde a 21% do total), 227,7 mi de euros com contratos de televisão e imagem (37%) e 263 milhões de euros com acordos e transações comerciais (42%).

No caso da Juve, a televisão tem papel muito importante: 43 milhões de euros em bilheteria e ações de jogos (corresponde a 13% do total), 195,7 mi de euros com contratos de televisão e imagem (57%) e 101,7 milhões de euros com acordos e transações comerciais (30%).

Elencos

O time do atual campeão da UCL , com 25 jogadores foi montado ao custo de € 638 milhões e apresenta o segundo e terceiro jogadores mais caros de todos os tempos em Gareth Bale (€ 100,8m) e Cristiano Ronaldo (€ 94m).

Enquanto o time da Juve vale 422,03 milhões de euros em termos de taxas de transferência globais, os campeões italianos têm um par de assinaturas de dinheiro grande. Valores impressionantes.

Na verdade, Gonzalo Higuain foi contratado do Napoli por 90 milhões de euros, enquanto o capitão Gianluigi Buffon continua a ser o goleiro mais caro da história – o que é surpreendente, dado que chegou a Turim de Parma há 16 anos.

Adidas

Quem está feliz da vida é a Adidas. Patrocinadora dos dois clubes, a presença da marca na final merece destaque.

De acordo com a revista alemã Der Spiegel, a Adidas assinou contrato com o Real Madrid por 1 bilhão de euros. Soma total de R$ 3,5 bilhões para manter a parceria até 2024.

Seria um valor de 70 milhões de euros somado a uma participação de 22,5% dos lucros de venda dos produtos. O R$ 1 bilhão de euros seria distribuído entre 1º de julho de 2015 e 30 de julho de 2024. Além desse cento de milhão de euros por temporada pagos pela marca alemã, o Real Madrid pagaria ainda mais ao clube pelo cumprimento de metas.

Na Juventus, o clube e a marca tornaram-se parceiros em 24 de outubro de 2013. Foi quando firmaram o acordo para fornecimento de materiais esportivos por seis anos. Ao invés de trabalhar com taxa mínima, os alemães operam com montante fixo distribuído pelo período do contrato – 139,5 mi. Este valor não inclui material técnico ou bônus. Outro destaque é o valor de licenciamento e merchandising, fixado em 6 mi com possibilidade de aumento dependendo do número de vendas.

Patrocínios

Fiat e Juventus têm um acordo de patrocínio master do clube.  Válida de 2015 a 2021, os valores estão em torno de 17 milhões de euros anuais e o time italiano estampa a marca da Jeep.

Real Madrid, por sua vez, desbanca a Juventus. 32 milhões de euros é o acordo com a Fly Emirates. E parece que o valor tende a aumentar MUITO na próxima renovação.

 

De fato, o Real atropela em todos os quesitos financeiros. Mas dentro de campo, nunca é demais lembrar que são 11 contra 11.

Deixe uma resposta