Manchester United vai ao topo dos clubes com maior receita

O Manchester United está no topo da Deloitte Football Money League

Manchester United está no topo da Deloitte Football Money League

Pela primeira vez em 11 anos, Red Devils passa para a vaga que era ocupada pelo Real Madrid, que cai para o terceiro lugar. O segundo colocado foi o Barcelona. Todos os três clubes quebraram a barreira de 600 milhões de euros em 2015/16.

De acordo com o relatório da Deloitte, a soma das receitas de United, Barcelona e Real é sete vezes o que somavam há 20 anos. O Manchester United pulou ao primeiro lugar, quebrando a hegemonia de 11 anos do Real Madrid. A receita recorde de 689 milhões de euros (£ 515,3 milhões) refletiu um forte crescimento nas três categorias de receitas (temporada, transmissão e comercial). E foi impulsionado pelo retorno do clube à Liga dos Campeões da UEFA e novas parcerias comerciais.

Veja posição por posição e a evolução através da temporada:

 

Como podemos ver no quadro, a ordem ficou: Manchester United, Barcelona, Real Madrid, Bayern Munique, Manchester City, Paris Saint German, Arsenal, Chelsea, Liverpool, Juventus, Borussia Dortmund, Tottenham, Atlético de Madrid, Schalke 04, Roma, Milan, Zenit, West Ham, Internazionale de Milão e Leicester.

O Barcelona (620,2 milhões de euros) e o Real Madrid (620,1 milhões de euros) completam o podium. O relatório apontou ainda a liga chinesa com maior chance de ter um time não-europeu na lista dos mais ricos até 2030. MLS e Brasil com chance média. Oito dos 20 principais geradores de receita (incluindo cinco dos top 10) são da Premier League. Isso reflete a influência financeira que os clubes da Inglaterra desfrutam em comparação com os outros europeus. Apenas um outro clube espanhol, o Atlético de Madrid, integra o top 20. Enquanto isso, três da Alemanha e quatro da Itália fazem parte da lista. Paris St Germain, o único clube francês na lista, caiu para o sexto lugar. O clube russo Zenit St Petersburg completou o top 20.

Países:

Na itália, a Juventus permanece entre os 10 primeiros, com uma receita em crescimento de 5%. Desde a última edição, esteve entre os cinco primeiros nas 10 primeiras edições do relatório. Apesar da queda na receita de transmissão e da temporada, a Vecchia Signora viu um aumento de 30 milhões de publicidade. Tudo isso graças a seus negócios com Adidas e Jeep. A Roma está em 15º lugar pela primeira vez e o Milan alcança o 16º, em grande parte por ter chegado à fase de eliminatórias da Liga dos Campeões. A Inter também conseguiu aparecer este ano em 19º lugar.

Oito equipes da Premier League aparecem no top 20 este ano. O Leicester City tomou a posição de 20º maior clube de geração de receita no futebol do mundo. Impulsionados pela campanha vencedora do título, a receita de 2015/16 de £ 128.7m (€ 172.1m) representa quase cinco vezes a receita gerada apenas duas temporadas anteriormente em 2013/14. Arsenal, Chelsea, Liverpool e Tottenham permanecem em 7º, 8º e 9º e 12º respectivamente. O Manchester City subiu para o top cinco pela primeira vez. Está em quinto lugar, após um avanço na UEFA Champions League.

Alemanha tem bons números

Pela Alemanha, o campeão Bayern de Munique subiu para a quarta posição. O Munich aumentou suas vendas na temporada de 2015/16 para 592 milhões de euros. O vice-campeão alemão Borussia Dortmund ficou com um volume de negócios de 283,9 milhões de euros. Décimo primeiro, o FC Schalke 04 caiu uma posição. Foi para 14º lugar e resultado de 224,5 milhões de euros. O aumento em 25% em comparação com a temporada anterior, o Bayern está com um aumento na receita de contratos de televisão internacionais da Bundesliga e melhores ofertas com parceiros de publicidade. O Munich aparece pela nona vez seguida entre os cinco primeiros do ranking.

Por fim, na Espanha, Real – apesar de ter caído do topo – mantém alto nível de arrecadação. Barcelona sofreu forte impulso e o Atlético de Madrid completa a lista graças às presenças constantes na UEFA Champions League.

One thought on “Manchester United vai ao topo dos clubes com maior receita

Deixe uma resposta