Vagas e empregos no marketing esportivo: 5 dicas para entrar no mercado de trabalho

vagas e empregos mercado de trabalho marketing esportivo

Você procura por uma vaga ou um emprego ligado ao Marketing Esportivo? O que tem feito para achar uma oportunidade no mercado de trabalho? Que tal conversarmos sobre isso.

Com a ampliação dos departamentos de marketing de diversos clubes no Brasil, e consequentemente as suas atividades, encontrar vagas e empregos para trabalhar no meio tem se tornado algo mais realizável. Neste texto, temos 5 dicas valiosas para ser um profissional de destaque e sair na frente quando se está procurando uma recolocação profissional.

Quando falamos, em oportunidade anterior aqui no Ataque, de forma ampla sobre o Marketing Esportivo, recebi diversos e-mails com pessoas interessadas em uma chance de trabalho neste nicho. Não é de se surpreender que vieram muitas dúvidas a respeito de uma colocação profissional no Mkt Esportivo.

O Ataque tentou reunir 5 dicas indispensáveis para quem está disposto a enfrentar um mercado competitivo mas, acima de tudo, desafiador. Por um lado mais direto, ele é gratificante para quem desempenha um papel que logra êxitos.

Cenário

Particularmente, eu vejo com bons olhos a evolução do marketing no esporte brasileiro. Se hoje a situação ainda é de um braço no Marketing que está amadurecendo, podemos notar que a evolução é nítida e muitos profissionais estão se preparando e chegando ao mercado com muitas ideias boas e muita disposição. Além de tudo, o mercado está propício às mudanças positivas que estão acontecendo.

Muitas chances aparecem com a chegada avassaladora do Marketing Digital. Encontrar uma oportunidade bacana para desenvolver um bom trabalho vai depender, primeiramente da sua iniciativa. Não estou falando somente de querer. Ainda há, no meio, pessoas que mesmo em um cargo gerencial, pensam que as vagas e empregos para o marketing esportivo devem necessariamente saber de photshop ou desempenhar mais de 3 funções! E essas pessoas estão em cargos com poder de decisão. Não obstante, outro problema encontrado é o Q.I. = quem indica. Portanto, a iniciativa trata-se mesmo do bom e velho “correr atrás” para encontrar um lugar ao sol.

Sempre gostei de tudo relacionado a esportes. Sou formado em administração e fiz pós em marketing. Durante a pós eu alimentei minha vontade de trabalhar com marketing no esporte. Corri atrás disso e consegui marcar presença em oportunidades que me foram dadas. Portanto, insistir – com bom senso – pode significar uma porta aberta.

5 dicas fundamentais para encontra vagas e empregos ideal no mercado de trabalho

Procurar por uma oportunidade no nicho não é tão simples. A conjuntura do país contribuí. Mas tente mostrar o seu potencial. Não desanime, seja perseverante e mostre o seu diferencial!
  • Acompanhar todos os esportes e tudo que está envolvido no espetáculo.

Ok, o futebol é o carro chefe do gosto popular do brasileiro. Mas nem só do esporte bretão vive o homem. E muitas oportunidades começam em outros esportes. Estar por dentro do que rola no mundo dos esportes e acompanhar a rotina que envolve as modalidades fora de campo é essencial. Esteja ligado nas novidades, contratações, os patrocinadores envolvidos. Toda estratégia nova deve ser absorvida.
  • Ser pró ativo, engajado e criativo.

Busque idéias nova e procure sempre aguçar a mente de forma criativa. Estar pronto para atender demandas dos mais diferentes tipos de público é uma peça chave para quem está envolvido no esporte. Algumas vagas e empregos exigem que você trabalha com o público de A a Z. Entenda o que desperta o desejo nessas pessoas. 
  • Recomendo ter alguma especialização.

Estudar nunca é demais. Procure por cursos da área e aproveite ao máximo oportunidades. Algumas faculdades já possuem a grade de marketing esportivo em seu currículo. Outros cursos interessantes são os de gestão de marketing, marketing digital e publicidade. Você pode agregar muito conhecimento com o currículo que tem. Estudar, ler livros… tudo isso vai ser importante quando você tiver que desenvolver algum projeto. Muitos profissionais galgam passos largos para uma contratação quando iniciam um projeto e conseguem apresentar

  • Networking.

Crie e fortaleça sua rede de negócios. Não seja o chato das redes sociais que adiciona apenas para ter volume. Interaja com pessoas do ramo, com perfis voltados para o tema. Participe de feiras, eventos e palestras sempre que possível. Ninguém vai te encontrar se você ficar “escondido”.

  •  Deixar o fanatismo de torcedor de lado. 

Parece impossível. Mas não é. Desde crianças somos muito apaixonados – isso acontece muito com o futebol. Naturalmente, temos o nosso time. E, mesmo que você encontre vagas e empregos no clube do seu coração, é preciso que você deixe o fanatismo de lado. Tudo por que trabalhar dentro desse universo vai exigir de você o seu profissionalismo. Postura ao trabalhar e ao entregar resultados. Independente de onde você esteja (clube, federação, assessoria, em uma empresa patrocinadora, etc).

Diferencial

 Você não precisa ser especialista nas modalidades, é necessário criar uma percepção de negócios que envolvam as competições e jogos. E saber como o esporte pode despertar o desejo de um torcedor/apreciador da modalidade que você está inserido. Há muitas práticas, ativações, ações com torcedores a serem feitas. Hoje em dia é preciso saber engajar os torcedores de forma impactante!
Um exemplo que gosto muito é quando envolve os torcedores em ações. Como foi essa ação do Barcelona, em que os adeptos do clube puderam jogar bola com um grande craque. Sem saber que era o Rivaldo. Veja:

Foco na busca

Tenha paciência com o mercado e também com os seus próprios projetos. Você vai precisar de muita paciência. Aproveitem bem as ferramentas disponíveis. Internet pode gerar boas oportunidades, como desenvolver trabalhos e encontrar vagas. Uma vez dentro do mercado, você vai precisar muito da força da web. Muitas das atividades dos clubes, hoje, são recorrentes ao digital e toda a estrutura que ele pode oferecer. Basta ver os recursos envolvidos com os planos de sócio torcedor, por exemplo. Não sabe? Então não esqueça de estudar o que os clubes estão fazendo. Benchmarking é muito importante nesta área.
E não se esqueça: não adianta focar só em um esporte. Esteja sempre conectado às inovações e seja bem informado. 
Desejo sucesso na busca e fale pra mim se este texto te ajudou em algum momento. E não se esqueça de me dizer se as dicas foram boas, ok?

Deixe uma resposta