Marketing

Patrocínio nas camisas de futebol: quais as propriedades

Patrocínio nas camisas de futebol

O patrocínio como fonte de receita para os clubes

As oportunidades de negócios no futebol são enormes. Uma das práticas mais comuns no marketing esportivo é o uso do patrocínio nas camisas de futebol. Há muitas vantagens nesse modelo de negócio. O patrocínio no uniforme é uma das maiores receitas que o clube pode ter. Para a marca, é algo extremamente valioso. O torcedor relaciona o patrocinador com o clube e cria ali um elo de respeito por entender que a marca investe no seu clube de coração. E essa lembrança pode ser favorável na mente do torcedor quando ele se transforma em consumidor.

Ao lembrar que uma marca apoia o clube dele, ele pode optar pela compra só pela memória afetiva na relação. Além disso, a marca conquista também visibilidade. Uma camisa que o torcedor usa na rua, a marca vai estar presente. Um jogo transmitido em horário nobre? A marca vai estar na TV.  O patrocínio no uniforme é uma estratégia de investimento que visa alcançar retorno financeiro e institucional, cuja dimensão mais importante é a promoção de uma marca. Por sua vez, o patrocinador deseja tornar sua marca mais conhecida e com uma forte imagem, ou seja, uma imagem positiva e consolidada.

As propriedade são:

  • máster (abaixo do peito)
  • costas  (parte superior)
  • peito, à direita (normalmente usado pelo fornecedor de material esportivo)
  • mangas
  • clavícula (erroneamente chamado de omoplata)
  • peito (entre o escudo e a marca do fornecedor)
  • barras traseira e frontal (parte inferior da camisa)
  • calção e meião
  • números das camisa (na parte de dentro).

Patrocínio nas camisas de futebol e suas propriedades

O máster é o espaço mais nobre da camisa. Fica abaixo do peito, na parte da frente e ocupa a maior porcentagem por espaço no uniforme do jogador. Outro lugar importante historicamente é o espaço que fina nas costas, na parte superior. Fica acima do número e é um espaço tradicional.

Um espaço importante e que pouco se comenta é o lado inverso ao escudo, no peito, à direita. Na maioria dos casos do futebol mundial ali fica o espaço para o fornecedor de material esportivo. Portanto, trata-se de uma propriedade preciosa.

Nos anos 2000 um espaço que ganhou muita força foi na manga. Pode não parecer, mas a manga tem muita visibilidade. Em fotos e matérias de jornais, elas sempre aparecem.

Outro espaço que se tornou valioso pela visibilidade é a clavícula. Este espaço acabou erroneamente sendo chamado de omoplata, talvez por puro desconhecimento ou simplesmente porque o nome “pegou”. Com isso, temos outro local importante: no peito, entre o escudo e a marca do fornecedor.

Outro local que ficou disponível foram as barras traseira e frontal – na parte inferior da camisa, mas com pouca visibilidade e que geram até uma leve poluição na camisa se esta estiver com outras marcas.

A necessidade por dinheiro fez também com que calção e meião abrissem oportunidade para que as marcas fizessem propaganda do seu negócio. Contudo, este espaço é menos atrativo.

O patrocínio nos números das camisa (na parte de dentro) também se tornaram fonte atraente de negócios para clubes e marcas.

Patrocínio nas camisas de futebol

Saiba TUDO sobre gestão e marketing no esporte: Clique aqui e confira.

Acompanhe nosso trabalho pelas redes sociais:

Facebook | Twitter | Instagram | Youtube

Compartilhe:

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.